R5 Alpine Turbo

 
 

Após o lançamento do Renault 5 Turbo em 1979 e dos sucessos por este alcançados em competição, especialmente ao obter o 1º lugar no Rallye de Monte-Carlo em Janeiro de 1981, estava a chegar a hora de renovar a gama comercial do R5 Alpine. Até porque este já começava a acusar o peso da concorrência, em particular da germânica, consubstanciada no Golf GTI.

Em Setembro de 1981 cessa então a produção do Renault 5 Alpine atmosférico e nasce o seu substituto e continuador, o renault 5 Alpine Turbo.

Visualmente o carro pouco mudará. As principais diferenças encontram-se nas jantes, que são semelhantes ás utilizadas pelos R5 Turbo, com um design com "alhetas", e no grafismo das bandas decorativas (que perdem o emblema típico do R5 Alpine que será substituído pela palavra "Turbo"). Um logotipo "TURBO" surge também sobre o vidro traseiro. É lançada uma nova côr "Blue Navy" metalizada, a juntar ás já existentes anteriormente na gama R5 Alpine. O modelo é comercializado com as seguintes cores: Branco (355), Vermelho (705), Cizento metalizado (620), Azul Alpine (485), Azul Navy (491), Preto (694) e Champagne (161).

As mudanças mais profundas são efectuadas ao nível da mecânica onde o motor, que mantém a mesma cilindrada (1397 cm3), ganha um turbo Garret T3 aumentando a sua potência para os 110 cv DIN com um binário de 15 mKg/6600 rpm, o que lhe permite atingir uma velocidade de ponta de 186 Km/h e fazer o quilómetro de arranque em cerca de 30 seg. Para fazer parar este "brinquedo", os travões foram também modificados com a inclusão de travões de disco Girling à frente e Bendix atrás.

 

(Clique nas imagens para "slide show")

Deste modelo, cuja carreira terminou em Julho de 1984, foram fabricados 59202 exemplares.

Entre Abril e Julho de 1984 o R5 Alpine Turbo é comercializado apenas numa versão denominada R5 Laureat Turbo cuja principal diferença reside nos interiores e acabamentos que são muito semelhantes aos exibidos pelo modelo GTL.

Tal como sucedera com o R5 Alpine atmosférico, também o modelo Turbo teve uma versão de competição da qual foram fabricados 706 exemplares.